27 de mar de 2011

IDOSOS E ATIVIDADES FÍSICAS

            Hoje em dia é muito comum encontrar senhores e senhoras se exercitando. Isso é devido à divulgação de inúmeros estudos realizados em vários países, nos quais as pesquisas apontam os benefícios das atividades físicas que são uma garantia para um evelhecimento saudável. Embora saibamos que uma regressão anatômica e funcional de todo o organismo é inevitável, nada melhor do que observar que esta perda é compatível com um padrão mínimo de normalidade.
             A partir dos 30 anos de idade inicia-se o processo de degenerescência orgânica que irá se prolongar até a nossa morte(HAYFLICK, 1996). Vale lembrar que todas as funções do corpo humano serão afetadas por este processo de declínio, só que em proporções diferentes e variando de pessoa a pessoa. Este processo de envelhecimento é influenciado tanto pelos fatores genéticos quanto pelo estilo de vida.
            No planejamento e prescrição de programas de condicionamento físico para idosos devem ser observadas e consideradas as características fisiológicas, as anatômicas e as psicológicas para uma experiência segura, efetiva e agradável para com os exercícios, ou seja, deve levar em consideração que os exercícios físico propostos contribuam para o cumprimento de suas necessidades básicas diárias favorecendo a sua auto-suficiência através do desenvolvimento e manutenção de sua saúde física e mental. Tudo isso devido a uma abstenção lógica do idoso em relação ao exercício ou ao esporte.

0 Comentários:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário!